Notícias

Iguá conquista 1º lugar em ranking de saneamento da 100 Open Startups

Iguá conquista 1º lugar em ranking de saneamento da 100 Open Startups

24 de agosto de 2021

A Iguá é a companhia de saneamento mais engajada em iniciativas de inovação aberta do país, segundo o ranking das corporações do setor líderes em open innovation – o TOP Open Corps 2021, divulgado pela plataforma 100 Open Startups nesta segunda-feira (23). O ranking se consolidou como referência no mercado a partir de critérios que medem o relacionamento de grandes empresas com startups.

A companhia foi pioneira na aproximação do saneamento com o ecossistema de inovação por meio do projeto Iguá Lab, que desde 2018 convida startups a pensar, junto com profissionais e parceiros, em alternativas para os desafios do setor. Nas duas primeiras edições, o programa contou com 150 startups inscritas e R$1,2 milhão investidos.

Desde que o projeto teve início, a Iguá já fez contato inicial com cerca de 720 startups, 175 em conexão com áreas da empresa e 48 em fase de avaliação da solução – ou seja, 6,75% passam pelo funil de inovação da empresa, chegando à etapa de teste-piloto. Em média, a companhia avalia e conhece uma startup a cada dois dias e testa uma nova solução a cada 30 dias. Existem, hoje, 20 startups sob contrato, prestando diversos serviços.

A partir de 2020, a iniciativa foi ampliada e deu origem ao “Grand Challenge – A Água como Serviço”, um programa em parceria com a 100 Open Startups. Trata-se de uma plataforma aberta de inovação para estimular o diálogo entre empresas e startups interessadas em desenvolver novas tecnologias e impactar o setor com ações mais sustentáveis e eficientes. Ao todo, cerca de 140 startups se inscreveram para a primeira edição. A ação é hoje uma porta de entrada importante para muitos empreendedores no setor.

“A inovação é um de nossos pilares estratégicos e estar entre as 50 companhias mais engajadas com inovação aberta no país e a primeira no saneamento é um reconhecimento que merece ser comemorado. Este resultado está alinhado ao propósito da companhia de sermos a melhor empresa de saneamento para o Brasil. Para tanto, temos o compromisso de participar da transformação do nosso setor, desenvolvendo soluções não apenas para nós, mas para o mercado como um todo”, diz o diretor de Inovação e Clientes da Iguá, Eder Campos.

Inovação no saneamento

A Iguá também vem empregando tecnologias intersetoriais em suas operações para melhorar a eficiência operacional. Entre elas, merecem destaque: a instalação de um secador térmico de lodo movido a vapor gerado por biomassa, com capacidade de 6,8 mil quilos/hora, que aprimora a gestão do resíduo gerado pelo processo de tratamento de água; o uso de sondas inicialmente projetadas para o setor de óleo e gás, como a seesnake, para pesquisa de vazamentos; e a utilização de materiais modulares a base de aço e carbono para a expansão das redes, que tornam a instalação até 30% mais barata e 50% mais rápida. A Iguá também implementou o processo de construção modular em estações de tratamento. Em Paranaguá, a metodologia proporcionou a antecipação do início de operação de uma estação de tratamento de esgoto em 18 meses.
voltar