Notícias

Iguá vence leilão da CEDAE, no Rio de Janeiro

Iguá vence leilão da CEDAE, no Rio de Janeiro

01 de maio de 2021

A Iguá Saneamento S.A. venceu o leilão para a concessão do Bloco 2 de ativos da CEDAE, empresa de água e esgoto do Rio de Janeiro, por uma outorga de R$ 7,286 bilhões. A nova concessão será financiada com capital adicional investido pelos atuais acionistas da empresa, bem como o financiamento junto ao mercado de capitais.

A Iguá é uma holding de serviços de água e esgoto que opera atualmente 18 concessões e contratos em cinco estados brasileiros e fornece serviços de saneamento para mais de seis milhões de pessoas. Esta nova operação expandirá seus negócios para a Região Metropolitana do Rio de Janeiro e incluirá mais de um milhão de pessoas na base de clientes da companhia.

“A Iguá se preparou para esse momento. Nós temos investido recursos e energia para aprimorar processos, transformar e inovar dentro da cadeia do saneamento e encantar nossos clientes. Estamos prontos para sermos agentes protagonistas do setor, promovendo mais qualidade de vida para as pessoas atendidas. Vencer esse certame amplifica a estratégia ESG da Iguá, alavancando a perspectiva de criação de valor da companhia e reforçando a visão de sermos um dos líderes nesse tema no setor na América Latina e referência internacional em sustentabilidade. A conquista do contrato de um dos blocos da CEDAE é um marco importante para os planos de expansão da Iguá e reforça ainda a estratégia de longo prazo da companhia”, afirma Carlos Brandão, presidente da Iguá.

O contrato de concessão terá duração de 35 anos. A CEDAE, como empresa estatal, permanecerá responsável pelo fornecimento de água potável e tratada à Região Metropolitana do Rio de Janeiro. A Iguá será responsável pelos serviços de distribuição de água e coleta e tratamento de esgoto na área estabelecida pela concessão.

O Canada Pension Plan Investment Board (“CPP Investments”), que já é acionista da Iguá, fará um investimento de capital de até R$ 1,7 bilhões na companhia, incluindo ações e debêntures, para financiar a nova concessão. O CPP Investiments continuará a deter uma participação agregada de 46,7% na Iguá, conforme anunciado em março de 2021.

“Este investimento adicional para apoiar a expansão da Iguá no Rio de Janeiro ajudará a atender a alta demanda por serviços de água e saneamento no Brasil ao longo do tempo, tornando-se uma boa opção para investidores de longo prazo como o CPP Investments”, comenta Ricardo Szlejf, diretor de infraestrutura do CPP Investments. “A Iguá tem potencial para fortalecer sua trajetória no setor nos próximos anos, e esperamos trabalhar com nossos parceiros para apoiar esse desenvolvimento”, complementa.

A Alberta Investment Management Corporation (“AIMCo”) mantém uma participação agregada de 38,6% na Iguá e fará um novo investimento de até R$ 500 milhões na empresa para financiar a nova concessão.

“Estamos entusiasmados com a bem-sucedida performance da Iguá na licitação do Bloco 2 e com a oportunidade de investirmos ainda mais no negócio, junto com parceiros com interesses semelhantes, para aumentar os níveis de serviço em distribuição de água e saneamento no Estado do Rio de Janeiro. Este investimento de longo prazo é uma excelente adição ao nosso portfólio de infraestrutura, que está alinhado para atender aos objetivos de investimento de nossos clientes”, explica Ben Hawkins, vice-presidente sênior de infraestrutura e recursos renováveis da AIMCo.

“A oferta vencedora da Iguá no leilão da CEDAE mostra nossa competitividade, força e compromisso para crescer e expandir os investimentos em serviços de água e saneamento no Brasil”, disse Paulo Mattos, cofundador e CEO do IG4 Capital Group (“IG4 Capital”). A IG4 é detentora de 3,8% da Iguá e gestora do FIP Iguá e do FIP Mayim, entidades que representam o bloco de controle da Iguá, formado também pelo CPP Investments e a AIMCo.

O BNDES Participações S.A. (BNDESPar) também possui uma participação direta de 10.9% da Iguá.

Com esse passo, a Iguá reforça sua relevância no setor de saneamento no Brasil. Neste sentido, a empresa continua focada na aquisição de concessões e na formação de parcerias público-privadas para ganhar escala no setor brasileiro de água e esgoto.

voltar